segunda-feira, 29 de janeiro de 2018

A meio da noite...




A meio da noite…

Despertas com desejo e olhas-me ali nu ao teu lado.

Sorris relembrando como nos conhecemos no bar do hotel e como naturalmente a sedução cresceu até ser aquele tesão que nos levou a este quarto, a esta cama, ao sexo que nos consumiu em horas de prazer, até nos deixar adormecer exaustos…

Destapas-me devagar, relembrando o corpo viril com que te deleitaste e passas nele os lábios e a língua, desejando que ele desperte de novo para ti…

E eu sinto-te no meu sonho, libertando sussurrados gemidos que te incitam a uma cavalgada, esfregando a lubrificada entrada no mastro que endurece…

Desperta-me subitamente o prazer e os meus olhos encontram os teus…

Acabas de despertar de novo a fera esfaimada que se ergue de um salto e encontram-se as línguas, selando de novo o nosso luxuriante pacto…

Sinto-me agora selvagem e aperto e abocanho as tuas mamas que devoro em intensas chupadas.
Aperto-te contra mim e rodamos na cama, invertendo as posições.

Agora mando eu! Entalo entre os lábios da tua húmida greta a cabeça do caralho já duro e imenso e sem enterrar ainda, torturo-te com teu tesão, olhando-te e deliciando-me com ele…

Agora mando eu e para que não tenhas dúvidas, prendo-te os braços e enterro-me todo de uma vez numa forte estocada que te trespassa corpo e alma, libertando num grito o teu prazer:

- Ahhhh! Fode-me com força! Não pares Caralho!!!

Sorrio apenas e começo a mover-me em ti intensamente, com a força do nosso tesão revigorado…

Sentes-me e entregas-te à voragem da fera, satisfeita por a teres despertado…

Sorris para mim com um ar safado… duas noites numa só noite e a continuar assim mais virão… 

sexta-feira, 5 de janeiro de 2018

Gulosos desejos...




https://secureimage.securedataimages.com/ffadult/blogs_100/05/31/4050531.13104.1.big.gif

Na ponta dessa voluptuosa língua
vivem sôfregos e gulosos desejos.
Vontade de provar este chocolate
que feito tesão, em mim endurece.

Logo o lambes em gulosas carícias
escorrendo quentes e doces delicias
que me derretem em ondas de prazer
e aquecem mais a vontade de te foder.

Então, sôfrega chupas o sorvete
por mim libidinosamente erguido,
e por ti bem sugado e espremido
para na boca explodir e derreter.

Sou teu e tu és minha!

 https://secureimage.securedataimages.com/ffadult/blogs_100/20/79/3932079.10572.1.big.gif
Vem!
Entrega-te assim a mim
nesse sensual desejo
e nessa intensa vontade!
Estou aqui nu e inteiro
em tesão erguido para ti...

Vem!
E serei teu agora!
Vamos libertar desejos
na entrega dos corpos,
ao fogo da paixão...
Deixemos que as almas sedentas
se fundam na entrega dos corpos.

Vem!
Deixa que te dispa agora
e entrega-me a tua pele nua
à suavidade sedutora dos meus lábios,
à aspereza erótica da minha língua
e à voracidade deste intenso tesão...

Sente!
Sente os meus lábios agora...
como se apertam e esfregam nos teus,
húmidos de desejo e voraz paixão...
Sente na tua a minha língua...
Sente como se abraçam, roçam e esfregam
entregando-se em ti húmidas e ousadas...

E sente!
Sente agora toda a minha boca
beijando e beijando,
descendo e beijando,
possuindo seios...
endurecendo mamilos,
sensualmente lambidos,
em paixão chupados
e em tesão por mim sugados,
nesta sede imensa de sentir
fluir em ti o prazer...
roucamente sussurrado...
descontroladamente gemido...
loucamente gritado...

Palavras!
Minhas e tuas,
provocantes, ousadas e excitantes,
ecoam e bailam quentes à nossa volta
no ar aquecido pelo do fogo do desejo
que ilumina a ritual e carnal entrega
dos corpos suados, apertados, esfregados...
tocados, acariciados, dedilhados,
beijados, lambidos e chupados...

Desejo louco!
É o que nos possui agora os sentidos...
Quero, queres, queremos, todo, toda... Tudo!
Deslizo a boca para baixo, beijando e lambendo,
na ânsia de nela sentir a tua íntima entrada
e saborear na minha língua o néctar do teu prazer...
Mas não! Ainda não!
Puxas-me para cima
e no encontro das bocas e línguas,
no esfregar intenso dos corpos,
libertas simplesmente um "depois..."
Beijas-me e beijo-te e beijo-te e beijas-me...
Beijamos intensamente como se não houvesse amanhã...
as mãos percorrendo e agarrando a nudez dos corpos
apertando ou dedilhando o calor dos sexos, duro ou molhado...
Sinto-me assim inteira e literalmente nas tuas mãos que,
despudoradas, conduzem o falo para a íntima entrada,
esfregando e encaixando-o suavemente nos licorinos lábios...

Toma-me para ti! Sou todo teu!
Expresso assim toda esta minha intensa loucura
enquanto me apertas na tua macia e húmida entrada...
Novos beijos...
encontros e abraços de línguas...
Penetro-te fundo num abraço apertado...
movo-me suavemente e sinto-te toda,
toco-te, esfrego-me e sinto-te...
sinto-te como nunca senti antes
e tu sentes-me igualmente...
Sentimos!
Tanto, todo, toda...
de corpo e alma
Em simbiose profunda
dos sexos...
corpos...
Almas...

Tesão, Prazer, Loucura!!!
Abraçados de corpo e alma,
um ao outro entregues e possuídos,
como no calor das nossas fantasias,
como na loucura "dos nossos devaneios"...
Velejamos juntos agora neste cruzeiro de sensações,
em que o tempo quase pára e cada segundo é eterno...
És assim e agora minha e eu sou teu
nesta união intensa, erótica e sensual,
unidos pela entrega das bocas e dos sexos
que se misturam em beijos profundos...
lambidos, chupados e intensamente fodidos!
Já não pensamos o que dizemos...
É simplesmente tesão e prazer tornados palavras,
falado, gemido, grunhido ou gritado...
Intensa loucura...
Sinto-te e sentes-me em cada impacto profundo,
libertando os mais íntimos descontrolados gemidos
que se misturam e fundem no calor da mútua entrega.
Envoltos num turbilhão de emoções e sensações,
sensuais, eróticas, luxuriantes ou puramente carnais,
cresce e intensifica-se o ritmo desta erótica união...

Vem! Vamos gozar juntos agora!
Grito sentindo-te como eu, à beira da explosão.
E como se estivesse possuido por Eros e Marte,
redobro mais a intensidade das fundas penetrações,
beijando e chupando seios, ombros e boca
como se não houvesse mais amanhã...
Sentes-me...
Sinto-te...
Sentimos!
Quero, queres...
Queremos!
Vem!
Vou!
Vamos!

Beijo-te e lambo-te o rosto nesta loucura animal...
Chupo o lóbulo da orelha libertando um rouco sussurro:
"Sou teu e tu és minha!"

Então, juntos explodimos no intenso gozo do ORGASMO!

quarta-feira, 5 de abril de 2017

A língua...

https://secureimage.securedataimages.com/ffadult/blogs_100/09/06/3830906.7388.3.big.gif   

A língua é o erótico pincel com que, em suaves ou intensas pinceladas, o amante pinta o prazer na tela nua dos corpos sensuais...

Mas quando se encontram dois artistas, unindo os seus pinceis... a obra é colectiva e pintada a dois num delicioso bailado em que os pinceis se tocam e as telas se encaixam e fundem.

Artista, tela, musa inspiradora, fundem-se na entrega dos corpos e das mentes possuídas pela intensa vontade de a dois se libertarem e de a dois pintarem ao sabor do momento, guiados por sedução, emoção e sentimento, entregando e possuindo os corpos com a voracidade das coloridas pinceladas que espalham paixão, tesão e prazer...

sexta-feira, 18 de novembro de 2016

Ondulações de ti...

























Como é atraente esse mar...
Como é inebriante essa maresia
e como é agradável sentir o toque,
ora suave,
ora turbulento,
mas sempre penetrante,
de tal ondulação...

Peça a peça, dispo a roupagem social
que deixo cair, abandonada, no areal...
e inteira e completamente nu,
entro no teu mar, sentindo no ondular,
a temperatura do teu sentir...

E nado nas tuas palavras,
sentindo-as em mim...
E rescrevo-as com o meu sentir,
sentindo-as em ti...

E nadamos juntos como dois golfinhos,
tocando e roçando as peles nuas,
despidos de tudo o que já não importa,
apenas sentindo o que desejamos sentir
e desejando o que sentimos querer vir...

Escutamos ribombar o trovão
sentindo próxima a tempestade,
O mar altera-se e torna-se picado,
agitando em turbilhão as nossas emoções...

Um contra o outro atirados,
senti-mo-nos agarrados,
nos corpos apertados,
possuídos, encaixados,
entregues e beijados,
lambidos e chupados,
pelas emoções devorados.

Juntos cavalgamos o furacão,
guiados pelo fogo da paixão.

Sei que a tempestade acaba
e que logo voltarei ao areal,
atirado pela força deste mar...

Mas não quero pensar nisso agora,
apenas viver tão sublime momento,
sentir em nós o que está para vir,
mergulhar nas emoções e agitar as águas
provocar a tempestade e senti-la...
afinal ela é nossa!

Devora-me assim com esse tesão!




















Toma-me, monta-me, cavalga-me
como se fosse o teu garanhão...

Sente em ti o duro mastro apertado,
na greta devorado por essa vontade.

Na cama, na mesa ou no chão,
devora-me assim com esse tesão!!

quinta-feira, 8 de setembro de 2016

A Deusa e o Vulcão...



Toma-me para ti, assim com essa vontade,
beija, lambe, sente e saboreia este vulcão...
abocanha e chupa todo este imenso e duro tesão.

Sente nos meus descontrolados movimentos e gemidos
como o tesão me possui e o prazer intenso me enlouquece,
sente como a saborosa lava toca a tua língua e a aquece...

Sinto-me agora na tua mão, deusa senhora do vulcão,
apertado, esfregado e espremido em intenso tesão,
abocanhado numa erupção de prazer borbulhante,
profundamente possuido pela garganta excitante...

Entre gemidos, rouco, murmuro:
- Não pares!

Agarro-te a cabeça por entre os cabelos
e solto tudo o que me vem à cabeça:
- Oh sim!
- Mama-me todo!
- Chupa-me!
- Não pares!

Repetindo pensamentos até à exaustão,
libidinosamente guiados pelo tesão.

Sentes o aproximar da explosão eminente,
apertas e moves a boca mais intensamente...

Ruge então o amante e estremece na boca o vulcão,
solta-se em ti a lava quente na violenta erupção!